Boletim via e-mail



Para quem curte a Bíblia


Para quem curte a Bíblia 735

A fé é o fundamento básico de qualquer coisa. Se não acreditamos, como levar adiante? Como realizar algo, como se empenhar? Isaías profetizou que Sobna seria destituído de suas funções pois suas ações não manifestavam o que dizia acreditar, e Pedro recebe de Jesus a tarefa de ser líder de sua Igreja pela fé que Nele demonstrou. Hoje passamos por uma situação político-econômica muito triste pois aqueles que lideram os diversos poderes falam de lisura, honestidade, justiça, etc., mas não agem como quem acredita no que fala, não tem fé nisto... se apegam às leis em detrimento da justiça e aos benefícios pessoais em detrimento das necessidades do povo. É preciso mudar esta situação, e para isto precisamos começar por cada um de nós. Que nossas ações reflitam verdadeiramente o que dizemos acreditar, seja bondade, solidariedade, preocupação com familiares e amigos, ainda que haja um custo a pagar, pois certamente isto irá purificar nossa sociedade, e nos ajudará a escolher melhor os que a dirigem em nosso nome. Que nossa fé no que é certo seja tão grande e tão firme quanto a de Pedro, que liderou o crescimento do cristianismo a ponto de ter-se expandido a milhões de pessoas, pois se ele e alguns discípulos conseguiram este feito com os poucos recursos disponíveis na época, imagine nós com tudo o que temos a nosso dispor!
Leitura do livro do profeta Isaías (Is 22,19-23). Assim diz o Senhor a Sobna, o administrador do palácio: 19"Eu vou te destituir do posto que ocupas e demitir-te do teu cargo. 20Acontecerá que nesse dia chamarei meu servo Eliacim, filho de Helcias, 21e o vestirei com a tua túnica e colocarei nele a tua faixa, porei em suas mãos a tua autoridade; ele será um pai para os habitantes de Jerusalém e para a casa de Judá. 22Eu o farei levar aos ombros a chave da casa de Davi; ele abrirá, e ninguém poderá fechar; ele fechará, e ninguém poderá abrir. 23Hei de fixá-lo como estaca em lugar seguro e aí ele terá o trono de glória na casa de seu pai”.
SALMO RESPONSORIAL 137/138 R. Ó Senhor, vossa bondade é para sempre! Completai em mim a obra começada! 1. Ó Senhor, de coração eu vos dou graças, porque ouvistes as palavras dos meus lábios! Perante os vossos anjos vou cantar-vos e ante o vosso templo vou prostrar-me.
2. Eu agradeço vosso amor, vossa verdade, porque fizestes muito mais que prometestes; naquele dia em que gritei, vós me escutastes e aumentastes o vigor da minha alma.
3. Altíssimo é o Senhor, mas olha os pobres, e de longe reconhece os orgulhosos. Ó Senhor, vossa bondade é para sempre! Eu vos peço: não deixeis inacabada, esta obra que fizeram vossas mãos!
Leitura da carta de Paulo aos Romanos (Rm 11,33-36). 33Ó profundidade da riqueza, da sabedoria e da ciência de Deus! Como são inescrutáveis os seus juízos e impenetráveis os seus caminhos! 34De fato, quem conheceu o pensamento do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? 35Ou quem se antecipou em dar-lhe alguma coisa, de maneira a ter direito a uma retribuição? 36Na verdade, tudo é dele, por ele, e para ele. A ele a glória para sempre. Amém!
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus (Mt 16,13-20). Naquele tempo, 13Jesus foi à região de Cesaréia de Filipe e ali perguntou a seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do homem?” 14Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”. 15Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” 16Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”. 17Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. 18Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la. 19Eu te darei as chaves do reino dos céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”. 20Jesus, então, ordenou aos discípulos que não dissessem a ninguém que ele era o Messias.

Horários das Missas

Todo dia 02 de cada mês missa em louvor à Nossa Senhora com a tradicional benção das velas.

Sexta-feira, missa às 20h na Igreja Matriz

Sábado, às 18h, missa na Comunidade Nossa Senhora da Defesa

Segunda, às 15h, missa das almas na Comunidade Nossa Senhora da Defesa.

Domingo, às 08h, 10h30 e 19h missa na Matriz e às 09h missa na comunidade de Santa Edwiges.

Publicações

Campanha da Fraternidade 2017
Cartaz da Festa da Padroeira 2017