Boletim via e-mail



Para quem curte a Bíblia


Para quem curte a Bíblia 671

Deus sempre tem um olhar  misericordioso para conosco. Este olhar resulta na ressurreição dos filhos das viúvas tanto por intercessão de  Elias, no livro dos Reis, quanto através de Jesus, no seu evangelho segundo  Lucas.  No que  depende de Deus, a vida deve prevalecer sobre a morte, e este  projeto  de vida plena  é mensagem  verdadeira  que deve ser  divulgada, como ensina Paulo aos Gálatas.  Jesus veio para  que todos tenham  vida, e a tenham em abundância, o que significa uma vida com todas  as  necessidades que levam  à felicidade plena atendidas.  Sejamos, portanto, misericordiosos como Deus é, e contribuamos da  forma como  pudermos para que a vida de  todos  seja  realmente  plena ,  feliz.

Leitura do Primeiro Livro dos Reis (1Rs17,17-24) . Naqueles dias, 17sucedeu que o filho da dona da casa caiu doente, e o seu mal era tão grave que ele já não respirava. 18Então a mulher disse a Elias: “O que há entre mim e ti, homem de Deus? Porventura vieste à minha casa para me lembrares os meus pecados e matares o meu filho? “ 19Elias respondeu-lhe: “Dá-me o teu filho! “ Tomando o menino do seu regaço, levou-o ao aposento de cima onde ele dormia, e o pôs em cima do seu leito. 20Depois, clamou ao Senhor, dizendo: “Senhor, meu Deus, até a viúva, em cuja casa habito como hóspede, queres afligir, matando-lhe seu filho? “ 21Depois, por três vezes, ele estendeu-se sobre o menino e suplicou ao Senhor: “Senhor, meu Deus, faze, te rogo, que a alma deste menino volte às suas entranhas”. 22O Senhor ouviu a voz de Elias: a alma do menino voltou a ele e ele recuperou a vida. 23Elias tomou o menino, desceu com ele do aposento superior para o interior da casa, e entregou-o à sua mãe, dizendo: “Eis aqui o teu filho vivo”. 24A mulher exclamou: “Agora vejo que és um homem de Deus, e que a palavra do Senhor é verdadeira em tua boca”.
Salmo 29(30)
R: Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes, * e preservastes minha vida da morte!
1. Eu vos exalto, ó Senhor, * pois me livrastes * e não deixastes rir de mim * meus inimigos! * Vós tirastes minha * alma dos abismos * e me salvastes quando * estava já morrendo!
2. Cantai salmos * ao Senhor, povo fiel, * Dai-lhe graças e invocai * seu santo nome! * Pois, sua ira dura, * apenas, um momento, * mas sua bondade * permanece a vida inteira. * Se a tarde vem o pranto visitar- -nos * de manhã vem saudar- -nos a alegria.
3. Escutai-me, Senhor Deus, * tende piedade! * Sede, Senhor, * o meu abrigo protetor! * Transformastes o meu pranto * em uma festa: * Senhor, meu Deus, * eternamente, hei de louvar-vos!
Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas (Gl 1, 11-19) 11Asseguro-vos, irmãos, que o evangelho pregado por mim não é conforme a critérios humanos. 12Com efeito, não o recebi nem aprendi de homem algum, mas por revelação de Jesus Cristo. 13Certamente ouvistes falar como foi outrora a minha conduta no judaísmo, com que excessos perseguia e devastava a Igreja de Deus 14e como progredia no judaísmo mais do que muitos judeus de minha idade, mostrando-me extremamente zeloso das tradições paternas. 15Quando, porém, aquele que me separou desde o ventre materno e me chamou por sua graça 16se dignou revelar-me o seu Filho, para que eu o pregasse entre os pagãos, não consultei carne nem sangue 17nem subi, logo, a Jerusalém para estar com os que eram apóstolos antes de mim. Pelo contrário, parti para a Arábia e, depois, voltei ainda a Damasco. 18Três anos mais tarde, fui a Jerusalém para conhecer Cefas e fiquei com ele quinze dias. 19E não estive com nenhum outro apóstolo, a não ser Tiago, o irmão do Senhor.
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas (Lc 7,11-17) Naquele tempo, 11Jesus dirigiu-se a uma cidade chamada Naim. Com ele iam seus discípulos e uma grande multidão. 12Quando chegou à porta da cidade, eis que levavam um defunto, filho único; e sua mãe era viúva. Grande multidão da cidade a acompanhava. 13Ao vê-la, o Senhor sentiu compaixão para com ela e lhe disse: “Não chore! “ 14Aproximou-se, tocou o caixão, e os que o carregavam pararam. Então, Jesus disse: “Jovem, eu te ordeno, levanta-te! “ 15O que estava morto sentou-se e começou a falar. E Jesus o entregou à sua mãe. 16Todos ficaram com muito medo e glorificavam a Deus, dizendo: “Um grande profeta apareceu entre nós e Deus veio visitar o seu povo”. 17E a notícia do fato espalhou-se pela Judéia inteira, e por toda a redondeza.

Horários das Missas

Todo dia 02 de cada mês missa em louvor à Nossa Senhora com a tradicional benção das velas.

Sexta-feira, missa às 20h na Igreja Matriz

Sábado, às 18h, missa na Comunidade Nossa Senhora da Defesa

Segunda, às 15h, missa das almas na Comunidade Nossa Senhora da Defesa.

Domingo, às 08h, 10h30 e 19h missa na Matriz e às 09h missa na comunidade de Santa Edwiges.

Publicações

Campanha da Fraternidade 2017
Cartaz da Festa da Padroeira 2017