Pastorais


Apostolado da Oração

HISTÓRIA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS – AO :

A devoção ao Sagrado Coração de Jesus iniciou-se ao pé da cruz no momento em que o soldado com uma lança perfurou lhe o lado abrindo seu Coração.
O Apostolado da Oração teve seu início na França em uma casa de estudos em Vals perto de Le Puy, os estudantes de teologia e filosofia, presos em seus livros e temas escolares indóceis, crescia neles o anseio de realizar algum apostolado direto nas paróquias junto ao povo, inspirado pelo Espírito Santo Pe: Francisco Xavier Gautrelet, jesuíta, no dia 3 de dezembro de 1844 lançou essa luminosa idéia, oferecer seus trabalhos e estudos sacrifícios e suas alegrias, ofereciam tudo, em espírito apostólico, assim nasceu o Apostolado da Oração.
No Brasil o primeiro centro do Apostolado da Oração foi fundado 30 de junho de 1867, no Recife na Igreja da Santa Cruz. Seu primeiro diretor Pe. Bento Schembri, jesuíta, Pe. Bartolomeu Taddei foi o 1º secretario nacional no Brasil que defendeu a espiritualidade do Coração de Jesus em todo o País.
Em Londrina iniciou em 19 de junho de 1936 na paróquia Sagrado Coração de Jesus, hoje Catedral e na paróquia Coração de Maria dia 29 de outubro de 1961.

COMO SURGIU O APOSTOLADO DA ORAÇÃO:

O AO está intimamente ligado à ordem dos jesuítas, a Companhia de Jesus. Começou em 1884 em um Colégio dessa ordem na França, onde estudantes de filosofia e teologia estavam ansiosos para fazer algum apostolado. Seu orientador lhes fez ver que enquanto eram estudantes não tinham condições para fazer pregação e outros trabalhos de apostolado direto. O que poderiam fazer era oferecer seus estudos, os sacrifícios voluntários e outros atos de piedade. Dois anos depois, este mesmo padre orientador espiritual publicou um livro chamado O Apostolado da Oração. O livro e a devoção obtiveram a aprovação do superior geral da ordem dos jesuítas, e o próprio papa Pio IX aprovou-os em 1849. Um bom teólogo, padre Gautrelet, SJ, deu o embasamento teológico à devoção ao Sagrado Coração, bem como ao AO, e daí por diante a devoção se propagou rapidamente. Em 1861 começou a circular o Mensageiro do Coração de Jesus, como órgão oficial do AO. Passou a ser publicado em várias línguas, e a associação recebeu estatutos próprios e a aprovação oficial do papa.
A sede da associação está em Roma e o superior geral dos jesuítas é também o superior geral do AO. Ele os dirige por intermédio de um delegado e um secretário-geral.

A idéia central, da qual nasceu o AO, é esta: todos os batizados são chamados a cooperar na edificação do Corpo da Igreja e da comunidade de fé. Nem todos o fazem da mesma maneira (Ef 4,16). Nem todos podem trabalhar diretamente como apóstolos e missionários. Mas todos podem e devem fazê-lo por meio da oração e do sacrifício. São Paulo diz (Cl 1,24) que o cristão deve completar em sua pessoa o que falta à Paixão de Cristo, em favor do Corpo de Cristo, a Igreja. Assim, nossa vida torna-se um sacrifício, uma oblação oferecida com Cristo, em Cristo, para a Glória de Deus e a salvação do próximo.

O QUE É O APOSTOLADO DA ORAÇÃO – AO?

O Apostolado da Oração constitui uma associação de fiéis que, pelo oferecimento diário de si mesmos unidos ao sacrifício eucarístico e pela união vital com Cristo, colaboram na salvação do mundo. Conseguem esse objetivo por meio do seguinte programa: 
. Participação vital no Mistério Eucarístico.
.Culto ou espiritualidade do Coração de Cristo.
.Preocupação de sentir com a Igreja.
.Assídua oração apostólica.
.Amor e devoção a Nossa Senhora.

EM QUANTOS PAÍSES DO MUNDO O AO ESTÁ PRESENTE?

O AO está presente em 70 países do mundo.

O APOSTOLADO DA ORAÇÃO – AO NO BRASIL:
O AO começou no Brasil em Itu, São Paulo, em 1871, por iniciativa do padre Bartolomeu Taddei, SJ, considerado o fundador e propagador do AO no Brasil. Antes disto houve um pequeno centro isolado em Pernambuco, em 1867, mas que não teve projeção nacional. Em 1888 havia cerca de trezentos centros de AO pelo Brasil inteiro, com mais de 400 mil membros. Com a difusão do AO houve um despertar intenso para a Sagrada Eucaristia e a vida de fé. Atualmente, o AO continua a crescer em fervor espiritual e apostólico, em todo o território nacional.

OS COMPROMISSOS DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO:

Os compromissos do A.O. é rezar todos os dias, o oferecimento do dia pelas intenções da igreja que o Vaticano nos propõe no bilhete mensal que recebemos da coordenadora todo inicio do mês e  pelos pedidos de orações recebidos em nossa paróquia.
A reza do terço por essas intenções ou uma dezena, fazer a entronização da imagem do coração de Jesus e a consagração às famílias, primeiro nas casas dos membros que já pertencem ao A.O. depois os que pretendem pertencer, empresas e escolas, etc…, assim com certeza vamos reavivando a nossa missão.
No dia de nossa consagração ao Sagrado coração de Jesus, recebemos indulgências, para isso é necessária confissão, comunhão, uma oração na intenção do papa e exclusão de todo apego ao pecado.A indulgência pode ser plenária ou parcial. Para recebermos esta indulgência é necessário que estejamos em estado de graça.

O nosso dever de apostolas é oração, trabalho com caridade, humildade e a mansidão, temos que caminhar juntos, para servir melhor temos que ter paciência com as pessoas principalmente com idosos e doentes, ser apostolas do coração de Jesus é o nosso jeito de ser igreja estar em união com o papa com nossos bispos e sacerdotes que são autoridade na igreja, devemos evitar o máximo criar conflitos e confusão na comunidade. Os membros do apostolado da oração têm dever de estar inserido nas outras pastorais e movimentos da comunidade para que com nossa oração sejamos o alicerce.

SIGNIFICADOS DAS FITAS:

A fita de recebida pelo sacerdote ou diácono, é sinal do Sagrado Coração:   a cor vermelha é o sangue, a vida de doação plena que o Senhor entregou por cada um de nós, a medalha tem o Sagrado Coração de Jesus de um lado e do outro Coração de Maria é para nos lembrar que temos pai e mãe que nos abençoa, o Bentinho é o símbolo do Apostolado a Oração – AO  e nele está gravado venha a nós o vosso reino isso para lembrar a todo instante que estamos buscando esse reino por isso temos que usar a fita não como enfeite nem só para mostrar a que grupo pertencemos, mas sim honrá-la como um sinal do amor de Cristo por nós e o nosso por ele. Todos os grupos precisam de oração para caminhar certo e assim também estaremos divulgando o sagrado coração de Jesus e espalhando o seu amor a todos e exercendo o ministério sacerdotal universal que recebemos em nosso batismo.
                                                                                                                  
A fita estreita quem recebe são os (as) "Aspirantes", as pessoas que estão iniciando esta devoção ao Sagrado Coração de Jesus, e a fita Larga é entregue aos que se tornam "Zeladores (as)", pessoas que já fazem parte dessa devoção há algum tempo, e tem a função de zelar por essa devoção e difundi-la, através de suas palavras e atitudes, ser testemunho desse grande Amor de Jesus por nós, e também de zelar pelos outros associados.


MÊS DEDICADO AO CORAÇÃO DE JESUS:

Assim como o mês de maio é dedicado a Maria, o mês de JUNHO é dedicado ao SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS.

HISTÓRIA DAS 12 PROMESSAS DO SAGRADO CORAÇÃO:

A devoção ao Sagrado Coração de Jesus é uma das expressões mais difundidas  da piedade eclesial, tal como refere recentemente o “Directório sobre a Piedade Popular e a Liturgia” da Congregação para o Culto Divino. Os Pontífices romanos têm salientado constantemente o sólido fundamento na
Sagrada Escritura desta maravilhosa devoção.
Como conseqüência das aparições de Nosso Senhor a Santa Margarida Maria Alacoque no mosteiro de Paray-le-Monial a partir de 1673, este culto teve um incremento notável e adquiriu a sua feição hoje conhecida. Nenhuma outra comunicação divina, fora as da Sagrada Escritura, receberam tantas aprovações e estímulos da parte do Magistério da Igreja como esta.
Entre os documentos mestres nesta matéria encontramos a encíclica de Pio XII, Haurietis aquas, de 15 de Maio de 1956. Pio XII salienta que é o próprio Jesus que toma a iniciativa de nos apresentar o Seu Coração como fonte de restauração e de paz: “Vinde a mim, todos vós, que estais cansados e oprimidos, que Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração e encontrareis descanso para o vosso espírito. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”. (Mt. 11, 28-30)
Não é por acaso que as aparições a Santa Margarida Maria deram-se num momento crucial em que se pretendia afirmar secularização e que a devoção ao Sagrado Coração apareceu sempre como o mais característico de todos os movimentos que resistiram à descristianização da sociedade moderna.

QUAIS SÃO AS 12 PROMESSAS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS?

. A minha benção permanecerá sobre as casas em que se achar exposta e venerada a imagem de meu Sagrado Coração.
. Eu darei aos devotos do meu Coração todas as graças necessárias a seu estado.
.Estabelecerei e conservarei a paz em suas famílias.
.Eu os consolarei em todas as suas aflições.
.Serei seu refugio seguro na vida, e principalmente na hora da morte.
.Lançarei bênçãos abundantes sobre todos os seus trabalhos e empreendimentos.
.Os pecadores encontrarão em meu Coração fonte inesgotável de misericórdias.
.As almas tíbias se tornarão fervorosas pela prática dessa devoção.
.As almas fervorosas subirão em pouco tempo a uma alta perfeição.
.Darei aos sacerdotes que praticarem especialmente essa devoção o poder de tocar os corações mais empedernidos.
.As pessoas que propagarem esta devoção terão os seus nomes inscritos para sempre no meu Coração.
.A todos os que comungarem nas primeiras sextas-feiras de nove meses consecutivos, darei a graça da perseverança final e da salvação eterna.

CONSAGRAÇÃO AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS;

SAGRADO CORAÇÃO de Jesus, que manifestastes a Santa Margarida Maria Alacoque o desejo de reinar sobre as famílias cristãs, nós vimos hoje proclamar vossa realeza absoluta sobre a nossa família. Queremos, de agora em diante, viver a vossa vida, queremos que floresçam, em nosso meio, as virtudes às quais prometestes, já neste mundo, a paz. Queremos banir para longe de nós o espírito mundano que amaldiçoastes. Vós reinareis em nossas inteligências pela simplicidade de nossa fé; em nossos corações pelo amor sem reservas de que estamos abrasados para convosco, e cuja chama entreteremos pela recepção freqüente de vossa divina Eucaristia. Dignai-Vos, Coração divino, presidir as nossas reuniões, abençoar as nossas empresas espirituais e temporais, afastar de nós as aflições, santificar as nossas alegrias, aliviar as nossas penas. Se, alguma vez, algum de nós tiver a infelicidade de Vos ofender, lembrai-Vos, ó Coração de Jesus, que sois bom e misericordioso para com o pecador arrependido. E quando soar a hora da separação, nós todos, os que partem e os que ficam, seremos submissos aos vossos eternos desígnios. Consolar-nos-emos com o pensamento de que há de vir um dia em que toda a família, reunida no Céu, poderá cantar para sempre a vossa glória e os vossos benefícios. Digne-se o Coração Imaculado de Maria, digne-se o glorioso Patriarca São José apresentar-Vos esta consagração e no-la lembrar todos os dias de nossa vida. Viva o Coração de Jesus, nosso Rei e nosso Pai. (Texto aprovado por São Pio X em 1908)

OFERECIMENTO DIÁRIO: (MÊS DE MARÇO)

Deus, nosso Pai, eu te ofereço todo o dia de hoje: minhas orações e obras, meus pensamentos e palavras, minhas alegrias e sofrimentos, em reparação de nossas ofensas, em união com o Coração de teu Filho, Jesus, que continua a oferecer-se a Ti, na Eucarístia, pela salvação do mundo. Que o Espírito Santo, que guiou a Jesus, seja meu guia e meu amparo deste dia para que eu possa ser testemunha do teu amor. Com Maria, Mãe de Jesus e da Igreja, rezo especialmente pelas intenções do Santo Padre para este mês: para que todos aqueles que se dedicam a investigação científica se ponham a serviço do bem integral da pessoa humana e que se reconheça cada vez mais contributo especifico da mulher na vida da Igreja.

ATIVIDADES:

Diariamente todos os membros do Apostolado estão comprometidos em rezar o Oferecimento Diário, dedicado a cada mês por uma intenção escolhida pelo santo Papa. Esse oferecimento diário é entregue aos participantes todos os meses pela coordenação.
Todas as segundas feiras é realizado o Terço das Mulheres,onde membros do Apostolado participam e também as pessoas da comunidade.
Nas missas de sexta-feira, celebradas ás 20:00 h, recebemos através de um livro de orações na entrada da igreja ,todos os nomes com pedidos de orações, aos quais são transferidos para uma cesta e distribuídos no final da missa para todos. Cada participante , retira um papel com um nome, o qual se compromete a rezar por aquela pessoa ao longo da semana, e outro participante reza pela pessoa que também colocou o seu nome, sendo assim uns oram pelos outros como sinal de fé e caridade. 
A primeira sexta feira do mês, a missa é dedicada ao Sagrado Coração de Jesus, o qual a devoção das nove primeiras sextas feiras de cada mês consecutivos, dedicando a reparação de todos os pecados  cometidos contra o Sacratíssimo Coração Jesus, pois foi prometido que todos aqueles que assim procederem nas nove primeira sexta-feira não morrerão sem os últimos sacramentos e promete a graça da salvação.

MEMBROS DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO:

O nosso Apostolado conta com os seguintes membros:

Jandira
Maria Araújo
Maria Balboa
Maria Antonia
Arminda
Palmira
Diná
Ivete
Maria Aparecida
Helena
Therezinha
Tereza
Liese
Iraci 
Irene
Maria Luiza (Coordenação)

Horários das Missas

Todo dia 02 de cada mês missa em louvor à Nossa Senhora com a tradicional benção das velas.

Sexta-feira, missa às 20h na Igreja Matriz

Sábado, às 18h, missa na Comunidade Santa Edwiges

Segunda, às 15h, missa das almas na Comunidade Nossa Senhora da Defesa.

Domingo, às 08h, 10h30 e 19h missa na Matriz e às 09h missa na comunidade de Santa Edwiges.

Publicações

Campanha da Fraternidade 2017
Cartaz da Festa da Padroeira 2017