Destaques


Ministro Umberto compartilha suas reflexões sobre a Palavra de Deus

Alegria! É o sentimento que deve impregnar a cada um de nós na medida em que o Natal se aproxima. O profeta Isaías proclamava sua alegria por Deus tê-lo escolhido para fazer o bem e dar a boa-nova aos humildes, e João Batista nos dá a dimensão do poder de Jesus, boa-nova presente no meio de nós, e que nos batiza no Espírito Santo. Sendo assim, estejamos sempre alegres, rezando sem cessar para que todos se convertam à mensagem de amor de Jesus Cristo e desta forma possam também compartilhar desta alegria, para que o Natal seja não apenas um momento alegre, mas o início de um período de plena felicidade!

Leitura do Livro do Profeta Isaías (Is 61,1-2a.10-11) 1O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu; enviou-me para dar a boa-nova aos humildes, curar as feridas da alma, pregar a redenção para os cativos e a liberdade para os que estão presos; 2apara proclamar o tempo da graça do Senhor. 10Exulto de alegria no Senhor e minh'alma regozija-se em meu Deus; ele me vestiu com as vestes da salvação, envolveu-me com o manto da justiça e adornou-me como um noivo com sua coroa, ou uma noiva com suas jóias. 11Assim como a terra faz brotar a planta e o jardim faz germinar a semente, assim o Senhor Deus fará germinar a justiça e a sua glória diante de todas as nações.

Salmo - Lc 1,46-48.49-50.53-54 (R. Is 61,10b)
R. R. A minh'alma se alegra no meu Deus.
46'A minha alma engrandece o Senhor,* 47e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador,
48porque olhou para a humildade de sua serva.*  Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada.R.
49porque o Todo-poderoso fez grandes coisas  em meu favor.* O seu nome é santo,
50e sua misericórdia se estende, de geração em geração,* a todos os que o respeitam. R.
53Encheu de bens os famintos,* e despediu os ricos de mãos vazias.
54Socorreu Israel, seu servo,* lembrando-se de sua misericórdia. R.
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses  (1Ts 5,16-24) Irmãos: 16Estai sempre alegres! 17Rezai sem cessar. 18Dai graças em todas as circunstâncias, porque esta é a vosso respeito a vontade de Deus em Jesus Cristo. 19Não apagueis o espírito! 20Não desprezeis as profecias, 21mas examinai tudo e guardai o que for bom. 22Afastai-vos de toda espécie de maldade! 23Que o próprio Deus da paz vos santifique totalmente, e que tudo aquilo que sois - espírito, alma, corpo - seja conservado sem mancha alguma para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo! 24Aquele que vos chamou é fiel; ele mesmo realizará isso.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João (Jo 1,6-8.19-28) Surgiu um homem enviado por Deus; Seu nome era João. 7Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. 8Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz: 19Este foi o testemunho de João, quando os judeus enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para perguntar: 'Quem és tu?' 20João confessou e não negou. Confessou: 'Eu não sou o Messias'. 21Eles perguntaram: 'Quem és, então? És tu Elias?' João respondeu: 'Não sou'. Eles perguntaram: 'És o Profeta?' Ele respondeu: 'Não'. 22Perguntaram então: 'Quem és, afinal? Temos que levar uma resposta para aqueles que nos enviaram. O que dizes de ti mesmo?' 23João declarou: 'Eu sou a voz que grita no deserto: 'Aplainai o caminho do Senhor`' - conforme disse o profeta Isaías. 24Ora, os que tinham sido enviados pertenciam aos fariseus 25e perguntaram: 'Por que então andas batizando, se não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta?' 26João respondeu: 'Eu batizo com água; mas no meio de vós está aquele que vós não conheceis, 27e que vem depois de mim. Eu não mereço desamarrar a correia de suas sandálias.' 28Isso aconteceu em Betânia além do Jordão, onde João estava batizando.

Horários das Missas

Todo dia 02 de cada mês missa em louvor à Nossa Senhora com a tradicional benção das velas.

Sexta-feira, missa às 20h na Igreja Matriz

Sábado, às 18h, missa na Comunidade Nossa Senhora da Defesa

Segunda, às 15h, missa das almas na Comunidade Nossa Senhora da Defesa.

Domingo, às 08h, 10h30 e 19h missa na Matriz e às 09h missa na comunidade de Santa Edwiges.

Publicações

CF 2018
Cartaz da Festa da Padroeira 2017